sábado, 11 de maio de 2013

5º BUM, o relato

Desta vez decidimos alugar dois espaços. Éramos quatro e justificava-se. Não dissemos à organização que queríamos os lugares junto e quando lá chegamos percebemos isso e que os lugares não podiam estar mais distantes: um em cada ponta da feira! 'Cada ponta' é como qum diz, pois é feita num largo redondo, mas pronto! Percebe-se e resolveu-se! Ficamos juntos!

Levamos a nossa tela, que chegou fresquinha ontem à noite... e ficou cinco estrelas. Como o dia se avizinhava, e veio a confirmar-se, solarengo, pedimos um guarda-sol emprestado a um amigo. Perfeito!

Estaminé montado. Pessoas a passarem, pessoas a pararem, pessoas a perguntarem e pessoas a comprar.
E do contacto com as pessoas, surgem episódios engraçadíssimos!

Desde um cliente de Laos, (versão 'Laoense' de José Catelo Branco) que nos contou a vida toda e que comprou roupa de bebé para 18 meses para oferecer a uma irmã... que teve um filho ontem!

Uma senhora que nos perguntou se aquelas roupas eram de alguém que tinha morrido!


Ah, pois e a senhora que andava desde o último BUM a namorar uma peça... e quando viu que estava a segundos de ser vendida, sacou da nota e comprou-a sem pestanejar!




3 comentários:

Turista disse...

Querida Reflexos, não queres antes efectuar uma transferência bancária, em vez de enviares um cartão de compras?
Eu posso fornecer-te o NIB, por email.
Beijinhos grandes e obrigada. :)

Vivi disse...

Excelente forma de brincar com as palavras. Gostei muito de passar por aqui e vou ficar.
Desculpa ter-te seguido através do blog da querida Turista.

Bjs
Vivi

http//esquecimedeviver.blogspot.pt/

Reflexos disse...

@Turista: Pode ser, mas como a mãe da Luana disse que precisava era de bens. Manda-me o NIB, que no fim do mês transfiro o que juntar


@Vivi: Obrigada e seja bem-vinda