terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Ele Há Cada Uma!

No domingo passado, quando ia a fechar a carteira, fiquei com o fecho (ziper) na mão!
Numa tentativa de o encaixar, forcei a costura, mas sem sucesso. Mesmo assim tive de abrir a carteira para tirar a chave do carro e, quando cheguei a casa mudei as coisas de carteira, meti-a num saco e guardei no carro para na segunda feira ir à loja onde a comprei.
É uma carteira comprada em Novembro, por isso nova!

Ontem cheguei à loja e disse à empregada o que se passava. A primeira reacção foi de que a tinha descosido e portanto forçado!
Expliquei que foi para encaixar o fecho e, para além disso tinha de a abrir , pois estava na rua e precisava da chave do carro!
Como não consegui consertar a carteira, foi a uma retrosaria ao lado. Eu fui com ela e, aí fique desconfiada, pois ela disse:'A senhora está aqui, eles vão arranjar agora. Aguarde um bocado, eu vou para a loja'
Assim foi, ela foi para a loja e eu fique à espera. Ao fim de 10 minutos lá vem o homem com a carteira arranjada e diz-me: 'Tem de pagar 1.75€'. 'Desculpe, mas não sou eu, é a senhora da loja. Escreva aí num papel que eu levo-lho e ela que venha cá pagar'.
Assim foi. Cheguei à loja e disse:'Já está!. A empregada respondeu:'Pronto'
Quando eu lhe apresentei o papel é que ela partiu o verniz ao dizer:'Não sou eu que devo pagar, o fecho estragou-se por mau uso!'
'Não foi por mau uso. Uma carteira destas por muito mau uso que tenha não estraga, ou não deve, estragar o fecho ao fim de meia dúzia de semanas!'
'Desculpe, mas é uma questão de bom senso, não é pelo euro e setenta e cinco, mas foi mau uso, até porque eu tenho uma igual e não se estragou!'
'Exactamente, por uma questão de bom senso é que eu acho que não devo pagar! E não vou discutir mais, está aí o papel da loja, eles estão à espera que vá lá pagar. Quanto a mim foi a última vez que cá entrei!'
Sem mais vontade de discutir e sem vontade de me chatear também, virei costas e vim embora.

Já viram a lata? A carteira com menos de dois meses, não foi cara, mas também não foi barata; tive de perder tempo, gastar gasolina, pagar estacionamento e ainda ia pagar o euro e setenta e cinco!
Por favor!

2 comentários:

Lucia Cintra disse...

Nossa, aqui as vezes eles nem perguntam. Eh mt facil devolver e trocar qq coisa. Que situacao chata!

Reflexos disse...

Aqui já não é assim!
Se compramos uma coisa e ela avaria, dificilmente trocam por uma nova e para suportar os custos das reparações fazem um teatro que só visto!.