domingo, 4 de março de 2012

4. Amuleto

Amuleto(s)!

Pois. Sabem a origem da mitologia? Sabem a origem dos ditados populares?
De uma forma simples: foi, digamos antes, também foi para 'justificar' fenómenos, acontecimentos, coincidências, até; para as quais à época não havia ciência que explicasse!

Acreditar em alguém, algo, era necessário para a sobrevivência.

E um amuleto não é mais que algo em que nos 'apoiamos' para usar a energia que temos dentro de nós e de outra forma não conseguimos ir buscá-la e libertá-la.

Eu acredito que a minha Avó, onde quer que esteja me dá força. Quando as coisas correm menos bem, eu reclamo com ela. Pergunto-lhe o que está ela ali a fazer? Digo-lhe para estar atenta, se não vê que está a ser precisa: Quando o fundo do poço está perto, digo-lhe. 'Não perdeste mesmo a mania de fazer tudo da forma mais complicada! Já percebi há muito que as coisas não são fáceis... escusas de o querer mostrar constantemente!'

Dizer, fazer isto dá-me força. Acreditar que me estão a levar pelo caminho mais difícil, mas que no fim chegarei a bom porto é uma forma de usar as minhas energias!

Definitivamente, o nosso amuleto somos nós! Objectos, só servem para acreditarmos em nós e lembrar-nos que há sempre alguém que gosta muito de nós, que ficará triste connosco e por nós e que partilhará das nossas alegrias... e isso dá-nos FORÇA!

Avó: vou continuar a falar contigo... e a reclamar!

2 comentários:

Lemon disse...

São simplesmente a muleta psicológica :D

Teresa Queiroz disse...

Colectânea "Corda Bamba"

em nome da Pastelaria Studios Editora, tenho o prazer de vos convidar..

colectânea Significado de Colectânea subst. f. 1. colecção de textos de vários autores

Vamos iniciar uma nova colectânea ...desta vez só para AUTORES

DESCONHECIDOS -----

Textos; Pequenas Histórias; Pequenos contos; Histórias pessoais , reais!!

Queremos publicá-los com histórias reais, de gente que sente e que vive !

Histórias da vida real .
Histórias sem idade...

Histórias sem preconceitos, sem tábus e sem "medos"...na "CORDA BAMBA"

1º Passo

- Enviar o manuscrito em formato word, 2/ 3 folhas A4

para a apreciação e selecção

( recebemos o vosso manuscrito até dia 27 de Março de 2012 )

e-mail : pastelariaestudios@gmail.com

Cá vos esperamos com histórias e mais histórias !!

Transformamos as vossas obras em sonhos acordados”

---a participação nesta colectânea é gratuita----

obrigada

Teresa Maria Queiroz
www.pastelariastudios.com