segunda-feira, 2 de março de 2009

Para (sor)Rir


Recebi esta tarde, por email.
Onde, quando e quem?
Montagem?

6 comentários:

Alberto Velez Grilo disse...

Eu acho bem. Afinal para mim o Padres deviam poder casar.

Ricardo disse...

Bom não fico chocado ao ver isso.
Pois sou Católico Apostolico Romano, sou ligado à Igreja, não me choca essa foto e o que está escrito.

Primeiro acho que os Padres deviam optar em se casar, ficar solteiros ou então assumir a sua homossexualidade. Sabendo que maior parte deles são homossexuais.

Segundo o padre antes de ser Padre é Homem, por isso necessita de uma alguém para também partilhar as suas alegrias, tristezas, etc...

Para concluir deixo uma pergunta no ar.

Quantos padres têm esposa e que ficam no silêncio do Deus? Quandos Padres têm Filhos?
Não é melhor de uma vez assumir de facto que têm desejos, que têm familia do que depois descobrirmos mais Tarde?

Um beijinho grande para si Reflexos e obrigado por publicar esta foto aqui no seu blog.

Ricardo disse...

Bom não fico chocado ao ver isso.
Pois sou Católico Apostolico Romano, sou ligado à Igreja, não me choca essa foto e o que está escrito.

Primeiro acho que os Padres deviam optar em se casar, ficar solteiros ou então assumir a sua homossexualidade. Sabendo que maior parte deles são homossexuais.

Segundo o padre antes de ser Padre é Homem, por isso necessita de uma alguém para também partilhar as suas alegrias, tristezas, etc...

Para concluir deixo uma pergunta no ar.

Quantos padres têm esposa e que ficam no silêncio do Deus? Quandos Padres têm Filhos?
Não é melhor de uma vez assumir de facto que têm desejos, que têm familia do que depois descobrirmos mais Tarde?

Um beijinho grande para si Reflexos e obrigado por publicar esta foto aqui no seu blog.

Reflexos disse...

Pois é Ricardo, o fruto proibido é sempre o melhor e os padres acima de tudo são homens...
Se eles puderem assumir uma família tudo será mais claro e evitar-se-á viver numa mentira em que as 'amadas' dos padres vivem o papel de irmã, prima, governanta e os filhos são afilhados, sobrinhos... enfim!
Um beijinho para si. É sempre bem vindo ao meu blogue ( já tinha saudades)

reflexos

História de um destino de vida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...

Obrigado e sei que sou bem recebido ao seu blogue.

Peço desculpa por ter enviado dois comentários mas não sei bem como o fiz.

:)