domingo, 30 de agosto de 2009

Porto (Re)visitado, o homem T, as Estátuas e o Resto

Praça General Humberto Delgado, Avenida dos Aliados e Praça da Liberdade.

Calçada Portuguesa, jardins relvados e canteiros floridos são passado. Agora centro não é mais que um 'corredor' central em granito que começa junto ao edifício da Câmara Municipal e termina na Praça da Liberdade.

Do tempo da calçada portuguesa restaram algumas arvores e as estátuas, que durante uns tempos têm a companhis do homem T.


Do alinhamento, as árvores, que resistiram às mudanças e ao fundo a Câmara, de cara lavada, a mostrar o quanto é belo o edifício.



A menina, sempre com as pombas como companhia...


A 'menina' vista através auréola de um homem T, cuja cabeça é o mundo.

( ...não me convenço que tenho uma máquina que pouco melhor é que a de um telemóvel. Mas gostei da ligação.)

Uns à sombra, outros ao sol.
Uns de pé, outros sentados.
Uns imóveis, outros quase...



Eu e um 'deles', o que melhor combinava com o vestido...
( Coisas de mulher.)



... já na Praça da Liberdade sob o olhar D. Pedro IV, que já deu nome à praça.


... e este, será uma homenagem ao Bobi? Não vi o Tareco! Injustiça!



E... os sonhos não se contam... se os contarmos não se concretizam...

... quantos eu já guardei para mim... e por lá, pelo sonho, ficaram!

3 comentários:

Outsider disse...

...pois os sonhos são como os segredos...

Anónimo disse...

Foi um crime terem retirado os jardins da Avenida!
Verde é verde.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Vi esta exposição quando estive a semana passada no Porto. Tive saudades dos jardisn daquele espaço