sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Não Ouço e Não Há Nada a Fazer!

Desde que voltei ao trabalho, depois das férias do Natal, não parei!
Auditorias, visitas de cliente, projectos para apresentar... enfim de tudo e tudo!
Pouco tempo tenho tido para mim. Ando para ir ao cabeleireiro desde o início de Janeiro. Podem acreditar que é verdade! O problema não é bem o cabelo, é mais aquele problema que as mulheres mediterrâneas têm...chamo-lhe síndrome de Frida Kahlo. Bem tem valido a base... é que o meu cabelo e afins são pretos!
Apesar de correria, não me tenho sentido muito stressada, digo muito, porque hoje em dia quem não sofre de um pouquinho de stress que seja, vive em coma! ... mas hoje irritei-me, enervei-me, não com o excesso de trabalho, mas com uma coisa que me tira do sério: a hipocrisia!
Tira-me do sério, a hipocrisia e então quando está associada a jogos de interesse e de poder... vou à lua e volto! Como se não bastasse e à falta de argumentos, entra a autoridade de chefe!
Enfim, que pobreza de espírito!
O pior, ou melhor, no meio disto tudo é que o meu subconsciente, chega a um ponto que desliga completamente e começa a andar a 100 à hora, tipo panela de pressão!
Não ouço e acabou! É que não consigo. As pessoas estão a falar para mim e eu a olhar para elas e nada! É incrível, mas não consigo!
E depois? Não faço nada do que me disseram, ou faço? Não sei, só sei que faço o que já tinha em mente e acabou... ouço raspanetes sem saber porquê! Azar!
Eu nem vou contar o que se passou. Não interessa. Só digo que nunca vou ser ninguém de muito importante para a nossa sociedade. Nasci anónima, anónima vou morrer! Mas também antes assim, do que morrer famoso e ... como eles.
Estão a ver aquela sombrinha ali por baixo do nariz da Frida? Era disso que eu falava quando me referia ao Síndrome de Frida Kahlo!

2 comentários:

EU MULHER disse...

Amiga, estou nesse estado, precisando ir fazer minha depilação.

Mil beijos

Alberto Velez Grilo disse...

"Toca" a esquecer o trabalho e ir passar um sábado num spa ;)

Beijinhos