quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Um Postal de Natal


Hoje recebi um postal de Natal... à moda antiga.
Um envelope pequenino, com selos e com as moradas manuscritas.

Dentro este postal, cheio de recortes, com o um boneco de neve, casinhas e um trenó!
Foi o meu Pai que me enviou!
Lembrei-me de quando era criança e ia com o meu Pai à papelaria do Sr. Júlio escolher os postais de Natal: um para os avós, outro para os outros avós, para a tia Nanda, para a tia da Alemanha, para o tio Luís, para os amigos todos dos Pais e nunca esquecer a tia Marquinhas, a tia velhinha, que vivia sozinha em Lisboa!
Ainda hoje, já sem a minha (preciosa) ajuda, ainda envia postais de Natal a toda a família e aos amigos.
Ele e a Mãe estiveram a passar uns dias de descanso em Fátima e então ele decidiu tirar algum tempo para enviar os postais... sim porque 'Os postais devem chegar antes do Natal!', diz ele... e com razão!
Os CTT é que às vezes são como o Pai Natal Espanhol... só fazem chegar os postais para os Reis!
Obrigada Papá pelo teu postal e, apesar do que eu sinto e penso sobre o Natal, amei o teu postal!

3 comentários:

Anónimo disse...

Bom não é comum ver este blog, mas como estava aqui sem fazer nada comecei a procurar outros blogs com intresse, além das outras escritas, claro.
Ao ver esta noticia, fiquei contente por ver que ainda há pessoas a escrever postais, pensei que isso já estivesse ultrapassado, porque hoje em dia, utilizamos os sms, os mails o telefone e que não se utilizasse os postais.
Gostei de ver essa união entre a familia, e é um grande factor que lembra o natal.
Parabéns e gostei muito dessa sua noticia.
Com os melhores cumprimentos.

Reflexos disse...

É, a família é pequena, mas unida... como deve ser.
Obrigada pela visita

SAO disse...

Ola, parabens pelo postal de Natal, pela família, pelo seu blog que continua inspirador.

Beijinho